Disponível agora! Relatório da Adjust sobre o Mobile Streaming

O uso de serviços de streaming em mobile e em Connected TVs (CTVs) está decolando - de fato, a proliferação de plataformas e serviços sob demanda é "a mais profunda disrupção midiática do último meio século", de acordo com Peter Katsingris, SVP de Audience Insights na Nielsen.

Para as marcas, o crescimento do mobile streaming e das mídias Over The Top (OTT) apresenta oportunidades novas e interessantes para a publicidade. Para que os profissionais de marketing possam se adaptar a essa mudança radical no comportamento do usuário, a Adjust acabou de lançar um novo e-book - o Relatório sobre o Mobile Streaming 2021. Com base em pesquisas do consumidor em oito mercados importantes, dos Estados Unidos à China, nós observamos a frequência do streaming via mobile, o cancelamento de assinaturas de TV a cabo e a ascensão da CTV para trazer aos profissionais de marketing dicas úteis sobre como sair na frente no competitivo espaço OTT.

As principais descobertas incluem:

A maioria dos usuário assiste a um streaming em mobile pelo menos uma vez por dia

Consumidores pelo mundo e de todas as idades assistem a streamings em mobile regularmente. Os chineses lideram a lista com 93,75% assistindo a um streaming, pelo menos, uma vez por semana, em comparação com 69,4% nos Estados Unidos e 45,7% no Reino Unido. A Geração Z é a que mais vê streamings, com uma média de 90 minutos por sessão - mas usuários de todas as gerações assistem a um streaming por, pelo menos, uma hora por vez.

Os usuários estão dispostos a gastar bastante dinheiro com o streaming

Estão sendo reservados orçamentos consideráveis para serviços de entretenimento de streaming e sob demanda - com os usuários cada vez mais deixando a TV a cabo para financiar serviços de streaming por assinatura ou cancelando assinaturas de TV a cabo. O mercado que está gastando mais dinheiro é a Coreia, com US$ 42,68 por mês, mas os Estados Unidos não ficam muito atrás, com US$ 33,58 por mês. Os millennials e a Geração Z são os que mais gastam com streaming, mas as pessoas com 55 anos ou mais estão cada vez mais dispostas a aumentar seus gastos. Uma pesquisa da The Trade Desk também revelou que 27% dos lares norte-americanos têm planos de cancelar seus pacotes de TV paga em 2021 - o dobro de 2020.

A CTV está mudando o mundo televisivo

O relatório também destaca quão disseminada a segunda tela se tornou pelo mundo, com a ascensão da Connected TV (CTV). Em média, mais de três quartos (76%) dos entrevistados usam seus celulares mobile ao assistir à televisão.

Essa tendência de usar duas telas tem o potencial de criar novas experiências interativas de marca em dois dispositivos, e os anunciantes podem explorar isso colocando CTAs nos anúncios de TV, por exemplo, para fazer o download de um aplicativo mobile via código QR.

Os resultados mostram que o mobile streaming é mais do que uma modinha no modelo televisivo; ele requer uma nova mentalidade — e dados novos — para que essa oportunidade seja aproveitada e os resultados, mensurados. Entendendo como e quando os consumidores assistem a streamings e quais canais trazem mais valor e entregam o maior impacto de marketing, o potencial para construir uma base de usuários grande com um Lifetime Value (LTV) alto é enorme.

Baixe sua cópia do relatório hoje mesmo para saber mais.

Quer receber as últimas novidades da Adjust?