Obtendo o opt-in: Garantindo o consentimento do usuário no iOS 14

Este verão foi frenético, visto que a indústria tem se preparado para as mudanças de privacidade que serão introduzidas com o iOS 14. A atualização, marcada para setembro, dará aos usuários mais controle sobre a privacidade de seus dados e mais transparência sobre o que acontece com eles. A forma de os anunciantes direcionarem usuários no iOS também mudará drasticamente, porém a maior mudança é que os aplicativos precisarão pedir o consentimento do usuário para rastrear os dados do usuário por meio de mensagens pop-up dentro do aplicativo.

Para quem quiser refrescar o que isso significa para a indústria, é bom ler mais sobre o assunto no nosso post anterior. Com o iOS 14, os desenvolvedores de aplicativos terão apenas uma chande de acionar o pop-up de consentimento da Apple no aplicativo - ou seja, é fundamental que os aplicativos otimizem para garantir o consentimento. Mas também é importante observar que se um usuário não der consentimento no pop-up da Apple de primeira, os desenvolvedores ainda poderão fazer o deep linking do usuário do seu aplicativo para as configurações do aplicativo no iOS mais tarde.

Para que você tenha mais chances de sucesso, a Adjust tem pesquisado exaustivamente diferentes prompts de opt-in que funcionam bem. Vamos compartilhar nossas recomendações em uma série de posts no blog. Para começar, o post de hoje analisa como definir sua estratégia de UX e desenvolver prompts internos persuasivos - o que chamamos na Adjust de "prompt de pré-permissão".

Um modelo de como as novas configurações de privacidade podem ficar no iOS 14 para permitir o rastreamento de vários aplicativos e para os aplicativos serem capazes de requisitar o rastreamento.

Definindo sua estratégia de UX

Para definir sua estratégia de UX, recomendamos começar criando um mapa com microcomportamentos dos usuários. Em um aplicativo de jogos, por exemplo, isso pode ser a jornada até um evento de compra no aplicativo. É necessário ter clareza sobre onde na jornada do usuário você quer pedir o consentimento, a fim de testar diferentes posicionamentos e avaliar a eficácia de cada um. Isso pode ser feito durante a configuração, quando outras permissões são requisitadas, ou após certa ação, como depois de passar determinado tempo no aplicativo ou completar uma atividade.

Recomendamos fortemente que as marcas usem um prompt de pré-permissão para pedir o consentimento antes de abrir o pop-up do iOS. Esse prompt é totalmente seu, você pode personalizá-lo, desenhá-lo e escrevê-lo como melhor for para seu aplicativo. Basicamente, ele funciona como seu próprio formulário de consentimento interno. No exemplo abaixo, você pode ver como isso funciona.

Criando um prompt de pré-permissão persuasivo

Após buscar oportunidades para mostrar o pedido de consentimento na experiência do usuário geral do seu aplicativo, você pode agora identificar chances para aplicar métodos persuasivos no nível da interface. Para isso, nós usaremos o framework CREATE de Stephen Wendel que descreve as pré-condições necessárias para persuadir os usuários a agir.

Deixa: Seus usuários precisam encontrar alguma coisa que os façam começar a pensar a dar o consentimento. A deixa pode ser, exemplo, um título relevante e significativo, uma ilustração ou animação de fácil entendimento - conforme mostrado no exemplo abaixo. Para ajudar, você pode tentar o seguinte:

*Dar uma deixa para a ação - Diga com clareza aos usuários que eles devem dar o consentimento.
*Reforçar o poder da deixa - Comunique claramente onde o consentimento deve ser dado.
*Remover distrações - Livre-se de quaisquer distrações na tela do aplicativo.

Reação: Seus usuários vão reagir intuitivamente, decidindo se darão ou não o consentimento em um segundo. A reação intuitiva dos usuários levará em consideração se a atividade é prazerosa, interessante ou importante. Você precisa criar um design capaz de superar a reação sem que os usuários rejeitem o prompt de consentimento. Um bom resultado seria despertar um sentimento positivo do centro de notificações do aplicativo. Para conseguir superar uma reação negativa, você pode tentar o seguinte:

  • Gerar confiança - Crie uma tela esteticamente agradável, demonstrando que dar o consentimento é a decisão certa.

  • Aumentar a confiança através da aprovação social - Comunique aprovação social incorporando a decisão como parte de um ato social, por exemplo, juntando-se a uma comunidade maior, conforme mostrado abaixo.

  • Impedir a rejeição automática - Fale honestamente com seus usuários, usando uma linguagem clara.

Avaliação: Seus usuários avaliarão conscientemente os prós e contras do consentimento. A ação e os passos necessários para dar o consentimento devem ser mais vantajosos do que outras ações que o usuário poderia tomar nesse ponto. Por exemplo, seus usuários podem decidir dar consentimento porque eles sabem que terão menos distrações, como anúncios aleatórios e não personalizados - você pode verificar uma maneira de comunicar isso no gráfico abaixo. Para ajudar o processo de avaliação, você também pode tentar o seguinte:

  • Construir a motivação - Antes de chegarem ao seu prompt de pré-permissão, prepare seus usuários com associações relevantes.* Aumentar a motivação - Compare seus usuários com as decisões de outros usuários.
  • Limitar as alternativas - Evite decisões alternativas em excesso.

Habilidade: Seus usuários devem ter a oportunidade de realizar a ação naquele momento. Você precisa comunicar, de maneira eficaz, o que seus usuários devem fazer, como eles podem superar obstáculos e que eles serão bem sucedidos. Por exemplo, você pode mostrar uma animação simples que comunica o ato de consentir com uma visualização simplificada do pop-up do iOS e um dedo indicador clicando em "Permitir". Aqui, você pode:

  • Predefinir o máximo possível - Predefina a ação desejada se você puder.
  • Diminuir as restrições - Reduza os esforços que o usuário precisa fazer.

Timing: Também recomendamos comunicar o valor de consentir o mais cedo possível. Você pode, por exemplo, enfatizar que dar o consentimento é mais importante para a experiência do usuário agora, não daqui a algumas semanas. Aqui você também pode usar os efeitos da aversão à perda e informar os usuários sobre o que eles podem perder se não derem consentimento.

  • Construir um senso de urgência - Escreva um texto focado nos benefícios a curto prazo.
  • Reforçar o senso de urgência - Lembre os usuários da dedicação anterior para dar o consentimento.

Esses prerrequisitos devem ser desenvolvidos de forma que os usuários executem o ato de dar consentimento. E, nos casos em que os usuários precisem passar por várias etapas para consentir, você precisa checar se todas as condições foram atendidas para cada uma dessas etapas. Você também pode experimentar combinando diversos aspectos dentro do mesmo prompt, conforme o exemplo abaixo.

A importância de fazer testes

Depois que você tiver decidido sobre sua abordagem de UX com quando, *onde e como você quer que seus usuários deem o consentimento, o trabalho não termina por aí. Cada aplicativo é diferente, assim como sua base de usuários e o contexto do uso. Nós defendemos testes e experimentações rigorosas com abordagens comuns usadas em pesquisa de design, como testes A/B e experimentos randomizados controlados.

Estamos trabalhando de perto com vários clientes para implementar abordagens focadas em dados e otimizar o opt-in. Compartilharemos nossas descobertas em uma série de posts no blog e webinars futuros - por isso, fique de olho no blog da Adjust para saber mais.

Quer receber as últimas novidades da Adjust?